terça-feira, 1 de maio de 2012

"Grande" dicionário do vinho do Porto

O "grande" do título é uma homenagem aos autores do Dicionário Ilustrado do Vinho do Porto (Editora de Cultura/2011/566 páginas), Manuel Pintão e Carlos Cabral, que produziram uma obra indispensável a todo apreciador de vinhos e, mais ainda, para aqueles devotos da requintada bebida de mais de 300 anos de história. Além de verbetes técnicos, apresentados de maneira concisa, a viagem dos autores é muito mais abrangente. "Este vinho conseguiu ultrapassar a barreira de um produto obtido da fermentação de uvas maduras e passou a ser referência constante na História, Filosofia, Sociologia, Economia, Agronomia, Enologia, Folclore, Literatura e Arte", escrevem. Foram atrás de todos esses componentes culturais, interessados na alma de quem trabalha nos socalcos, resgatando nomes de velhas ferramentas de tanoeiros, rótulos antigos, documentos e gravuras de época (na imagem abaixo, agricultores do Douro dançam a chula rabela), compondo um panorama muito vivo da região. Manoel Pintão é português e durante décadas esteve à frente da Casa Manoel D. Poças Jr, respeitada casa de Porto. Faz dupla com Carlos Cabral, pesquisador apaixonado da história da viticultura, grande embaixador do vinho do Porto no Brasil, consultor de vinhos do grupo Pão de Açúcar desde 1997. DC de 28/out/2011

Nenhum comentário: